O caso da RR Donnelley e os perigos de não conhecer um parceiro comercial

No acelerado ritmo dos negócios atuais, parece ser frequente que algumas informações passem despercebidas pela, muitas vezes, equivocada ideia de salvar tempo ou recursos. A realidade mostra que não dar a suficiente atenção ao conhecimento de um parceiro ou fornecedor, pode ocasionar uma catástrofe. São incontáveis os casos de companhias que sofreram prejuízos financeiros ou reputacionais como resultado de parcerias equivocadas.

Recentemente, o caso que ganhou notoriedade é o da empresa RR Donnelley e o seu impacto no, já tumultuado, ENEM. A multinacional americana declarou autofalência em 01º de abril, um mês antes do início das impressões das provas, colocando em questionamento a realização do próprio exame que atinge mais de 5 milhões de estudantes.

A fim de evitar prejuízos similares, empresas e governos procuram cada vez mais solidificar os processos de qualificação de fornecedores, cercando-se de informações capazes de identificar riscos em potencial.

A RRD, por exemplo, já tinha o arresto de seus imóveis declarado devido à uma ação judicial, portanto, um alto score de risco jurídico. Com uma breve análise do impacto desta ação sobre os lucros da empresa, teria sinalizado tal situação. Este é um tipo de avaliação relevante no momento da busca por novos fornecedores.

Ter um processo padronizado para avaliação de novas parcerias é parte importante na gestão eficaz de um portfólio, evitando riscos comerciais e financeiros. Com mais frequência, as companhias adotam sistemas capazes de agrupar toda a documentação exigida de fornecedores, proporcionando transparência e agilidade aos processos.

Idealmente, as análises não devem parar somente no momento de onboarding de fornecedores; o monitoramento é essencial para decisões preventivas e estratégicas. Ainda em relação à RR Donnelley, somente no ano de 2019, a empresa já tinha em cartório mais de 300 protestos por falta de pagamento. Existem ferramentas que permitem o acompanhamento frequente de certidões negativas de débito, protestos e refinanciamentos bancários de uma empresa, sinalizando os primeiros sinais de problemas financeiros.

A multinacional, em nota, apontou que um dos fatores pela sua falência é a perda de seu principal cliente. A dependência de uma empresa em relação aos seus clientes também é uma informação facilmente verificada com uma análise de dependência desse grupo.

Como afirma Marcos Maciel, diretor da CIAL Dun & Bradstreet no Brasil, companhia líder em informações comerciais: “Empresas perdem milhões de dólares e até desaparecem por causa de uma administração de riscos errada. Pelo contrário, as organizações mais fortes do mundo utilizam informação em seu favor”.

O mundo comercial informatizado com atualizações automáticas oferece às empresas a possibilidade de contar com informação chave em tempo real. O acesso fácil a essas informações permite que as empresas direcionem energia para a análise estratégica dos seus parceiros ao invés de tarefas operacionais de coletas de dados. O gerenciamento do risco não é um nome para congressos e eventos corporativos, é uma opção que as companhias que aspiram crescer inteligentemente têm disponível.

Cial D&BO caso da RR Donnelley e os perigos de não conhecer um parceiro comercial

Posts Relacionados

Como fazer a gestão de risco da sua carteira de clientes?

Tão importante quanto conquistar novos clientes é identificar quais são as ameaças que podem fazê-los deixar de se interessar pelo seu produto ou serviço. Uma pesquisa feita pelos especialistas da CIAL Dun & Bradstreet sobre o comportamento do cliente na última década revelou que 16% das empresas encontraram problemas regulatórios devido à falta de informações

Tudo o que você precisa saber sobre o Business Information Report (BIR)

A empresa que está amparada por ferramentas sólidas e confiáveis para análise de potenciais riscos comerciais conta com mais tranquilidade no desenvolvimento de suas operações. Com o Business Information Report (BIR) o empresário tem acesso a dados que permitem a identificação de possíveis problemas com parceiros de negócios, além da avaliação de sua saúde financeira. O BIR,